Amazonas está entre os ‘Melhores dos Melhores 2023’ do TripAdvisor

Atrações turísticas e meios de hospedagem do Amazonas recebem selo internacional
Torre de observação do Museu da Amazônia, Manaus/AM. Foto: Janailton Falcão/Amazonastur

O Governo do Amazonas, por meio da Empresa Estadual de Turismo (Amazonastur), destaca atrações turísticas e meios de hospedagens do Amazonas que foram premiadas pelo site de viagens TripAdvisor, recebendo o selo “Travellers Choice 2023″. A ferramenta é conhecida por fornecer, pela internet e aplicativo, informações e opiniões de conteúdos sobre turismo ao redor do mundo.

Qualificação, promoção do destino, infraestrutura turística, insumos para geração de energia limpa, ferramentas de informações turísticas, são apenas algumas das ações da Amazonastur para o setor, que ajuda a impulsionar o segmento no estado. De acordo com o presidente da Amazonastur, Gustavo Sampaio, somente nos primeiros quatro meses deste ano, 112 mil turistas chegaram ao Amazonas.

“É determinação do governador Wilson Lima, a promoção do destino Amazonas e ver o trabalho tendo cada vez mais reconhecimento é muito gratificante. O Amazonas é incomparável e, quando nossos atrativos turísticos, meios de hospedagem e serviços do segmento são premiados, essa promoção alcança outros potenciais turistas”, avaliou o presidente.

Entre os atrativos turísticos que se destacam na premiação estão o majestoso Teatro Amazonas que, com mais de 9,6 mil recomendações dos usuários, conquistou o selo “Travellers Choice 2023″ e o coração daqueles que visitam o estado. Tombado como Patrimônio Histórico Nacional em 1966, o Teatro Amazonas preserva parte da arquitetura e decoração da sua fundação, em 1896. Funciona de terça-feira a sábado, das 9h às 17h, e domingos, das 9h às 13h, para visitação com entrada a R$20 (inteira) e R$10 (meia-entrada).

Encontro das Águas, em Manaus (Rio Negro e Solimões) – Foto: Viagens&Caminhos

O passeio do Encontro das Águas também ganhou o selo “Travelers Choice 2023”, após receber mais de 6 mil avaliações. Outro a receber o selo foi o Museu da Amazônia (Musa), que ocupa 100 hectares (1 quilômetro quadrado) da Reserva Florestal Adolpho Ducke, em Manaus. O espaço conta com trilhas, exposições, viveiros de orquídeas e bromélias, além de jardim sensorial, lago das vitórias-régias e aquários. O local funciona diariamente (exceto quartas-feiras/manutenção), das 8h30 às 17 horas, com ingressos a R$40 (inteira).

Meios de hospedagens
Hotel Villa Amazônia, Manaus/AM. Foto: Maira Acayaba
Entre os meios de hospedagens que receberam destaque estão o Uiara Resort, Anavilhanas Jungle Lodge e Hotel Villa Amazônia, além de hotéis de rede como o Ibis e o Intercity.

O selo é concedido a estabelecimentos e atrativos turísticos que receberam avaliações positivas nos últimos 12 meses, por meio do compartilhamento de boas experiências. Além disso, as indicações partem dos próprios usuários e viajantes que aproveitam os roteiros.

Para estar entre os “melhores dos melhores”, os hotéis passam por padrões rigorosos de segurança e confiança. Certamente, menos de 1% dos 8 milhões de perfis do Tripadvisor recebe o prêmio que é o mais alto nível de excelência em hospitalidade.

A Tripadvisor utiliza um algoritmo exclusivo, que leva em consideração alguns fatores para eleger os candidatos ao prêmio. Dessa forma, entre os critérios avaliados estão os comentários dos viajantes em relação às empresas candidatas, quantidades de menções e periodicidade de opiniões positivas dos clientes. Inegavelmente, Para manter a qualificação é necessário um número mínimo de avaliações e estar cadastrado no TripAdvisor pelos últimos 12 meses.

Como conhecer o Amazonas
As agências turísticas com cadastro para visitas ao destino Amazonas podem consultar o site do Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur – https://cadastur.turismo.gov.br/) ou no chatbot da Amazonastur, o Amazonas to Go, disponível 24h, todos os dias, com acesso por código QR (https://qrfacil.me/Qqdds6kr), ou, ainda, em cartazes espalhados nos principais atrativos turísticos do Amazonas.

Fonte: Agência Amazonas

Entrevistas

Rolar para cima