Boeing pretende contratar 10 mil funcionários em 2023

Porém, a companhia afirmou que vai fazer demissões em “áreas de suporte”, mas não revelou quantas
Foto: Randall Hill/Reuters

Por Valerie Insinna e David Shepardson, da Reuters

Boeing deve contratar 10 mil trabalhadores este ano enquanto se recupera da pandemia e amplia a produção de aviões, afirmou a companhia norte-americana nesta sexta-feira (27).

A empresa ampliou a força de trabalho em cerca de 14 mil funcionários em 2022, atingindo 156 mil. Nos Estados Unidos, a Boeing emprega aproximadamente 136 mil trabalhadores.

Porém, a companhia afirmou que vai fazer demissões em “áreas de suporte”, mas não revelou quantas.

A maior parte das contratações vai ocorrer em unidades de negócios da Boeing, incluindo engenharia e produção, para atendimento à crescente demanda das companhias aéreas.

A Boeing planeja aumentar as entregas do jato 737 MAX de 374 unidades em 2022 para entre 400 e 450 este ano. As entregas do 787 devem somar entre 70 e 80 aeronaves.

A rival europeia Airbus afirmou esta semana que planeja contratar 13 mil funcionários este ano, a maioria na Europa.

Antes da pandemia, no final de 2019, a Boeing empregava 161 mil funcionários. Esse número caiu para cerca de 141 mil em 2020.

“Contratação não é mais uma restrição”, disse o presidente-executivo da Boeing, Dave Calhoun, a analistas na quarta-feira (25).

Entrevistas

Rolar para cima