14 de agosto de 2022

As restituições de impostos da China, bem como cortes e adiamentos de impostos e taxas atingiram 2,58 trilhões de yuans (US$ 384 bilhões) desde o início deste ano até 25 de junho, pois o país divulgou uma série de políticas de apoio para aliviar o fardo das empresas, mostraram dados oficiais na quinta-feira (30).

Entre o total, as restituições de crédito fiscal de valor agregado atingiram 1,83 trilhão de yuans, 2,8 vezes ante o valor anual do ano passado, enquanto as políticas preferenciais de redução de impostos e taxas ajudaram as empresas a economizar 285,9 bilhões de yuans, disse Cai Zili, funcionário da Administração Tributária do Estado, na conferência de imprensa.

O pagamento diferido de impostos e taxas durante o período chegou a 463,2 bilhões de yuans, ajudando efetivamente as empresas a aumentar seus fluxos de caixa, disse Cai.

As prioridades foram dadas às pequenas empresas, já que quase 70% do apoio fiscal e de taxas foi para micro, pequenas e médias empresas.

 No ano passado, as reduções de impostos e taxas da China totalizaram mais de 1 trilhão de yuans, de acordo com o relatório de trabalho do governo deste ano.

Dados do governo também mostraram que a recuperação econômica da China acelerou com a implementação de um pacote de medidas pró-crescimento.

Em maio, a receita de vendas das empresas chinesas registrou um aumento anual de 1,9%. De 1º a 25 de junho, o crescimento da receita de vendas das empresas foi de 6,8%, disse Cai.

Fonte: Xinhua
Foto: Xinhua/Divulgação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
1
Fale conosco através do Whatsapp