II Conerp é encerrado com discussões sobre a melhoria do ambiente de negócios

Evento, que contou com a presença da vice-governadora Hana Ghassan, teve com um dos seus objetivos a qualificação de servidores
Foto: Pedro Guerreiro/Agência Pará

Por Fabíola Uchôa/Jucepa

O II Congresso Estadual de Registro de Pessoa Jurídica (Conerp), realizado pela Junta Comercial do Estado do Pará (Jucepa), foi encerrado nessa quinta-feira (10), com várias ideias e experiências compartilhadas durante três dias, entre os participantes. Sob o tema “Tecnologia, boas práticas e inovação no mundo dos negócios”, o foco do congresso foi qualificar servidores públicos; promover a troca de boas práticas de sustentabilidade e inovação tecnológica e dar publicidade aos novos serviços digitais da Jucepa a empresários, servidores públicos, e profissionais interessados em conhecer as novas tecnologias, no registro de pessoa jurídica, no Estado do Pará.                                                 

Participando pela primeira vez do Conerp, Maria da Glória Barbosa, 52 anos, coordenadora Regional de Xinguara, não escondeu a alegria de participar do evento. “Sem dúvida é um momento de troca de experiências com os demais coordenadores regionais e uma atualização dos serviços e normas que são realizadas para desburocratizar e da celeridade no processo de abertura de empresas no Estado”, ressaltou Maria Glória.

O coordenador Regional de Uruará, Tallison Thione de Souza, 33 anos, ressalta sobre a  importância da  capacitação. “É um evento que todos anos vem melhorando e traz muitos benefícios não apenas para os servidores, mas para os usuários, que ganham em celeridade no atendimento”, afirma.

Foto: Pedro Guerreiro/Agência Pará

 Desenvolvimento

Na ocasião o público presente participou de palestra sobre a Conferência Global sobre Clima (COP30) da Organização das Nações Unidas (ONU), que será realizada em Belém em novembro de 2025, proferida pela vice-governadora Hana Ghassan, que ressaltou a importância do evento para o Estado do Pará. “A COP 30 vai deixar um legado na área da sustentabilidade, de meio ambiente, da mobilidade, de modo que a gente vire a chave em busca do avanço. Será um momento também de investir na qualificação de mão de obra, principalmente na cadeia do turismo, ou seja a  COP 30 vem para mudar não apenas a vida da população paraense, mas de toda a região, que ganhará destaque internacional”, afirmou a vice-governadora.                        

Capacitação

Foto: Divulgação

O evento contou também com painéis temáticos sobre os avanços no registro de pessoa jurídica, transformação digital, a evolução dos integradores estaduais, entre outros temas voltados para a melhoria do ambiente de negócios, além da palestra e do workshop “Construindo sua Liberdade Financeira como Servidor Público – Os 6 Pilares da Liberdade Financeira”, ministrado pelo palestrante Ben Zruel.

Presidente da Jucepa e da Federação Nacional das Juntas Comerciais (Fenaju), Cilene Sabino agradeceu as autoridades, servidores e os gestores das Juntas do Brasil que estiveram no evento.

“Concluímos esse encontro com a sensação de dever cumprido, com a certeza de que compartilhamos inúmeros conhecimentos e o registro mercantil segue forte, contribuindo para o desenvolvimento econômico do país”, finalizou. Na ocasião, também ocorreu sorteio de brindes, além de homenagens a servidores do órgão.  

Foto: Pedro Guerreiro/Agência Pará

O encontro foi realizado no auditório do Centro de Universitário do Pará (Cesupa), em Belém, e contou com a presença de Alzenir Porto, presidente da Jucepi; João Paulo Mendes, reitor do Cesupa; Amanda Mesquita Souto, diretora do Departamento Nacional de Registro Empresarial e Integração (Drei), além de gestores, servidores da autarquia, estudantes e profissionais das mais diversas áreas e órgãos de registro de pessoa jurídica do Estado.

Entrevistas

Rolar para cima