Operação Aceiro 2023 combate 42 focos de incêndios no sul do Amazonas, em duas semanas

Na semana passada, os titulares das forças de segurança do Estado acompanharam in loco o trabalho operacional em Humaitá
Foto: Divulgação/CBMAM

O Governo do Amazonas, por meio do Corpo de Bombeiros Militar (CBMAM), combateu, entre os dias 12 e 25 de julho, 42 focos de incêndio nos municípios de Humaitá, Apuí, Boca do Acre, Lábrea e Manicoré, no sul do estado. O trabalho operacional faz parte da primeira fase da Operação Aceiro 2023, anunciada pelo governador Wilson Lima, no dia 10 deste mês. 

O plano de ação tem como objetivo combater os focos de incêndios na região sul do Amazonas durante o período de estiagem no estado. Conforme o sistema do Comando de Bombeiros do Interior (CBI), dos 42 incêndios atendidos pelos combatentes, 14 foram em Humaitá, 13 em Boca do Acre, nove em Lábrea, sete no município de Apuí e três em Manicoré. 

“Esse é um trabalho em conjunto que realizamos, anualmente, em virtude do período de estiagem, que é quando os índices de focos de incêndios têm aumentado. Estive, na semana passada, com o secretário de Segurança Pública, general Mansur, acompanhando in loco o trabalho operacional em Humaitá”, disse o comandante-geral do CBMAM, coronel Orleilso Ximenes Muniz.   

Programação

A primeira fase da “Aceiro 2023” encerrará no dia 8 de agosto, quando os bombeiros destes cinco municípios retornarão para a capital e um outro efetivo da corporação será enviado para dar sequência com a segunda fase do plano de ação. 

“Da mesma forma como aconteceu com a primeira remessa de bombeiros que enviamos, a tropa que irá compor a segunda fase da Aceiro também vai passar por uma capacitação de nivelamento técnico para que tenham ciência do panorama da ação nos municípios para os quais serão enviados e para realizar atividades de condicionamento físico”, explicou o comandante-geral. 

A tropa do CBMAM que embarcará para a segunda fase da Aceiro 2023 fará, nos dias 2 e 3 de agosto, o nivelamento técnico no Batalhão de Incêndio Florestal e Meio Ambiente (Bifma).  

Composição

A operação leva reforço de pessoal, viaturas e equipamentos para combater focos de incêndios florestais na região Sul do estado. Além dos bombeiros militares, também atuam diretamente nos combates de incêndios os agentes da Força Nacional e brigadistas civis. 

O plano de ação “Aceiro 2023” integra a Operação Tamoiotatá 3 – uma força-tarefa que reúne órgãos de segurança pública e de meio ambiente na repressão a crimes ambientais em áreas críticas de desmatamento e queimadas.

Última Edição

Entrevistas

Rolar para cima