Organização do Comércio Exterior do Japão visita a Zona Franca de Manaus

A ação foi acompanhada pelo secretário chefe do Escritório de Representação do Estado do Amazonas em São Paulo, Alfredo Monteiro Lins
Foto: Divulgação/Moto Honda

Por Diego Queiroz/Suframa

Em ação intermediada pelo Escritório de Representação do Governo do Amazonas em São Paulo, a Suframa realizou, na manhã desta quinta-feira (17), uma programação direcionada a representantes da Organização do Comércio Exterior do Japão (Jetro) para apresentar o projeto Zona Franca de Manaus (ZFM) e o conjunto de oportunidades e benefícios fiscais ofertados na área de atuação da Autarquia – Estados do Amazonas, Acre, Rondônia e Roraima, e municípios de Macapá e Santana, no Amapá.

A primeira parte da programação consistiu em uma visita à sede da Suframa pela diretora vice-presidente da Jetro, Shizuko Matsudaira, e pela coordenadora de Pesquisa, Inovação e Projetos de Investimentos, Tatiana Chinen Nagamine, onde discorreram, inicialmente, sobre os objetivos principais da missão a Manaus e também assistiram a uma apresentação institucional proferida pelo economista da Coordenação Geral de Assuntos Estratégicos, Patry Boscá.

Foto: Divulgação/Suframa

A ação foi acompanhada pelo secretário chefe do Escritório de Representação do Estado do Amazonas em São Paulo, Alfredo Monteiro Lins, pela chefe do Departamento de Investimento do Escritório, Tatiane Martins Simão, por representante da Secretaria de Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti), pelo coordenador geral de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais da Suframa (Cogin), Arthur Lisboa, e pelo servidor da Cogin Adamilton Mourão.

Na abertura das atividades, a diretora vice-presidente da Jetro, Shizuko Matsudaira, destacou a atuação da entidade enquanto organização vinculada ao governo japonês que atualmente conta com uma rede de 46 escritórios domésticos e 74 no exterior, distribuídos em 54 países, e que tem como objetivos apoiar e promover o comércio bilateral entre o Japão e os demais países, bem como contribuir para o desenvolvimento e o fortalecimento das relações comerciais e econômicas entre empresas brasileiras e japonesas.

Ela também citou, especificamente, o interesse em conhecer ações na região de apoio à inovação aberta (incluindo estímulo a startups) que tenham o intuito de acelerar a transformação digital e verde.

Durante a palestra da Suframa, Boscá fez um panorama geral do marco regulatório da Zona Franca de Manaus, Amazônia Ocidental e Áreas de Livre Comércio e enfatizou oportunidades de negócios em variados segmentos na região.

O economista também contextualizou a estratégia de criação do projeto Zona Fraca de Manaus pelo governo federal em meio ao cenário de desigualdades sociais e regionais da Amazônia, na década de 1960, e detalhou as principais modalidades e requisitos de acesso aos incentivos fiscais, entre outros tópicos.

Moto Honda

Foto: Divulgação/Moto Honda

Na segunda parte da programação, os representantes da Jetro, do Governo do Estado e da Suframa realizaram uma visita técnica à Moto Honda da Amazônia, de modo a conhecer o funcionamento de uma fábrica de referência da Zona Franca de Manaus (em especial uma empresa de origem japonesa).

Além de assistir a uma apresentação institucional, os visitantes também interagiram com dirigentes da empresa e conheceram etapas do processo produtivo de motocicletas.

Entrevistas

Rolar para cima