PD&I é alinhado entre Suframa e a nova gestão do Cetam

Uma vez que o Cetam é credenciado junto ao Capda, na condição de Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT), pode desenvolver projetos e acessar recursos da Lei de Informática da ZFM
Foto: Cleudilon Passarinho/Cetam

A política de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I) administrada pela Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), alinhada à Lei de Informática, foi apresentada de forma resumida para representantes da nova gestão do Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam), na manhã de hoje (14), durante reunião realizada na sede da autarquia.

A superintendente interina da Suframa, Ana Maria Souza, acompanhada de servidores da Coordenação-Geral de Gestão Tecnológica da Suframa (CGTEC) conversaram com os representantes do Cetam sobre as possibilidades de interação com o ecossistema regional em função de seu credenciamento junto ao Comitê das Atividades de Pesquisa e Desenvolvimento na Amazônia (Capda).

De acordo com os servidores da Suframa, uma vez que o Cetam é credenciado junto ao Capda, na condição de Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT), pode desenvolver projetos e acessar recursos da Lei de Informática da Zona Franca de Manaus (ZFM) tanto por meio da modalidade de convênio com empresas titulares de obrigações de investimentos em PD&I quanto por meio da modalidade de Programas Prioritários do Capda, interagindo com coordenadores de projetos em ações de Bioeconomia, Empreendedorismo Inovador ou Indústria 4.0 e Modernização Industrial.

Para finalizar a reunião, foi sugerida a realização de um workshop pela Suframa, em formato híbrido (presencial e virtual), para que o Cetam, outros ICTs, empresas e órgãos do ecossistema de PD&I da região possam conhecer mais profundamente os benefícios e as possibilidades de acesso a recursos da Lei de Informática da ZFM.

Com informações da Suframa

Última Edição

Entrevistas

Rolar para cima