Sedecti apresenta projetos para atração de investimentos internacionais

Projetos foram apresentados para representantes do Fórum Econômico Mundial e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos
Foto: Calebe Nascimento/Sedecti

A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti), por meio do Departamento de Atração de Investimentos e Comércio Exterior (Daice), reuniu-se, hoje (04/08), por videoconferência, com representantes do Fórum Econômico Mundial e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil) para apresentar projetos existentes visando atrair investimentos e impulsionar a economia sustentável no Amazonas.

O Fórum Econômico Mundial está em busca de projetos no Brasil, especialmente em alguns estados, para integrá-los à sua plataforma e atrair recursos internacionais para o desenvolvimento desses.  E entre os projetos apresentados estão a produção de borracha, do açaí e da castanha, o zoneamento econômico ecológico e dois projetos de artesanato.

Foto: Calebe Nascimento/Sedecti

O chefe do Daice, Sidnei Magalhães, explicou que essas iniciativas buscam manter as comunidades em harmonia com a floresta, para preservar o meio ambiente e permitir que as atividades econômicas sejam conduzidas de maneira responsável. “Se o homem vai trabalhar com borracha, açaí e a castanha, ele não vai derrubar a árvore, porque vai fazer falta, então ele tem a tendência de preservar o que já tem lá”, comentou Sidnei.

De acordo com a gerente do Daice, Natalia Sagaydo, o objetivo central desses projetos é ampliar a produção dos recursos naturais já abundantemente presentes na região amazônica, tornando-os competitivos no mercado internacional e, consequentemente, mais atrativos para investimentos de grandes empresas.  

“Nós damos destaque não apenas aos projetos do Amazonas, mas também aos projetos que estão prontos e aptos para receber investimentos, pois foram planejados e geridos internamente por nossos técnicos”, declarou a gerente do Daice.

Foto: Calebe Nascimento/Sedecti

Fonte: Agência Amazonas

Entrevistas

Rolar para cima