Brasil é premiado na Bienal de Arquitetura de Veneza

É a primeira vez que país ganha o Leão de Ouro
Foto: Matteo de Mayda

A ministra da Cultura, Margareth Menezes, anunciou neste sábado (20) que, pela primeira vez, o Brasil ganhou o Leão de Ouro, premiação da Bienal de Arquitetura de Veneza, na Itália. O evento é considerado um dos mais importantes e tradicionais do mundo.

A pasta comandada pela ministra está apoiando a exposição Terra, no pavilhão do Brasil na bienal, e é produzida pelos arquitetos e curadores Gabriela Matos e Paulo Tavares.

A mostra retrata o Brasil do Xingu, da Amazônia brasileira. Os curadores sugerem pensar o país como chão e território, proporcionando uma experiência direta com territórios indígenas e quilombolas.

Veneza-Italia. 20/05/2023. O Pavilhão Brasileiro

O Pavilhão Brasileiro “Terra”, com curadoria de Gabriela de Matos e Paulo Tavares, venceu o Leão de Ouro de Melhor Participação Nacional na Bienal de Arquitetura de Veneza de 2023. Foto: Matteo de Mayda.

O Ministério da Cultura investiu R$ 1,5 milhão na exposição com objetivo de dar “sequência à agenda de reconstrução do intercâmbio cultural internacional”.

A 18ª edição da bienal tem como tema O Laboratório do Futuro e apresenta o continente africano como responsável pela formação do mundo que está por vir. A mostra conta também com nove eventos paralelos em Veneza.

Fonte: Agência Brasil

Entrevistas

Rolar para cima