Warabu vence prêmio inédito na maior feira de produtos orgânicos e naturais da América Latina

Warabu Chocolates - Foto: Divulgação
A startup é referência na produção de chocolates orgânicos com insumos nativos da região amazônica, além de trabalhar com as filosofias de fair trade (do inglês “negociação justa”) e bean-to-bar, um modelo comercial que preza pelo controle ético de todas as etapas de produção

A startup amazonense Warabu, que produz chocolates com insumos da floresta amazônica, venceu a primeira edição do prêmio “Award 2023” da Bio Brazil Fair e da NaturalTech, consideradas as maiores feiras de produtos orgânicos e naturais da América Latina.

A cerimônia aconteceu na noite desta quarta-feira (14), no Pavilhão de Exposições do Anhembi, em São Paulo, e confirma a empresa como um dos destaques no ecossistema de inovação, geração de renda, impacto social e produtos sustentáveis da Amazônia.

O prêmio Award tem o objetivo de enaltecer bons produtos do mercado de orgânicos e naturais, estimular melhorias contínuas de portfólio, e movimentar a categoria de produtos saudáveis para a tendência clean label.

A curadoria da premiação foi realizada pela Equilibrium, marca especializada em health marketing, com o apoio de um corpo de jurados 100% formado por profissionais da saúde, incluindo médicos e nutricionistas.

Os parâmetros considerados envolvem rótulo do produto, benefícios para o consumidor, sensorial, inovação, recomendação profissional e sustentabilidade.

Ao todo, foram mais de 481 produtos e 121 marcas inscritas nas seguintes categorias: alimentos, bebidas, suplementos e inovação.

Chef

Jorge Neves fabricante de chocolates amazônicos da marca Warabu. Foto: Divulgação

Fundada em 2018 pelo chef português Jorge Neves, a Warabu levou o primeiro lugar na categoria “Alimentos”.

A startup é referência na produção de chocolates orgânicos com insumos nativos da região amazônica, além de trabalhar com as filosofias de fair trade (do inglês “negociação justa”) e bean-to-bar, um modelo comercial que preza pelo controle ético de todas as etapas de produção.

Durante a cerimônia, o empreendedor enalteceu o tripé da sustentabilidade que potencializou o sucesso da marca.

“É com muita honra que ressalto que este prêmio é nosso: das populações tradicionais produtoras de cacau, da Amazônia e da Warabu. É um reconhecimento muito importante, porque estes chocolates fazem parte de várias comunidades tradicionais e indígenas”.

O chef também salientou alguns municípios amazonenses que contribuem com os insumos utilizados na produção do chocolate.

“Por exemplo, de Apuí, temos o guaraná e de Borba temos o cumaru, além de tantas outras que são de grande valor para nós e merecem ser reconhecidas”.

O troféu do  “Award 2023” é feito com folhas e madeiras de café reaproveitadas.

A premiação ainda inclui um destaque no estande da Warabu, bonificação de R$ 10 mil em ativações de publicidade na feira em 2024 e mostra como “Vencedor do Prêmio” na vitrine de exposição do evento.

A 17ª edição das feiras Bio Brazil Fair e NaturalTech seguem até o próximo sábado (17), com entrada gratuita, no Pavilhão de Exposições do Anhembi, em São Paulo.

São quatro dias de visitação, degustação, networking e lançamentos oficiais de novos produtos por aproximadamente 700 marcas.

Fonte: © Portal Marcos Santos

Última Edição

REVISTA DIGITAL

Seca atinge níveis alarmantes na Amazônia

Amazônia vem alcançando marcas negativas históricas e já vivencia crises ambiental, econômica e humanitária Leia matéria completa no link abaixo:

Entrevistas

Rolar para cima