MRN promove bate-papo sobre a participação de mulheres na Ciência

Evento online teve compartilhamento de histórias e vivências de profissionais que atuam nas áreas de saúde, engenharia e geologia
Da esquerda para a direita, a publicitária Karina Andrade, a médica Morganna Bárbara, a gerente de comunicação Karen Gatti, a engenheira química Eliane Pereira, a geóloga Keila Palheta e a publicitária e mediadora Loyana Demétrio. Foto: Divulgação/MRN

 Para marcar o Dia Internacional das Mulheres e Meninas na Ciência, celebrado em 11 de fevereiro, a Mineração Rio do Norte (MRN) promoveu, por meio do Programa de Diversidade e Inclusão “MRN Pra Todos”, um bate-papo online sobre o tema.

A roda de conversa contou com a participação da geóloga Keila Palheta, da engenheira química Eliane Pereira e da médica do trabalho Morganna Bárbara. Mediado pela publicitária e analista de Comunicação da empresa, Loyana Demétrio, o evento reuniu mais de 100 participantes.

Durante o bate-papo, foram discutidos os desafios e as conquistas das mulheres no setor. Atuando no Hospital de Porto Trombetas, a médica Morganna Bárbara contou que, no início da carreira, o apoio recebido foi fundamental diante das dificuldades encontradas no caminho.

“Lembro que nas minhas primeiras consultas os pacientes sempre olhavam de maneira desconfiada. ‘Será que essa menina sabe o que tá fazendo?’, alguns questionavam. Hoje, é gratificante ver as pessoas apoiando mulheres a conquistarem novos espaços em lugares tão distintos. Os desafios surgem, mas é isso que nos fortalece”.

Evento online reuniu mais de 100 participantes. Foto: Divulgação/MRN

Há 12 anos na MRN, a geóloga Keila Palheta participa de maneira ativa dos programas de engajamento da empresa. No passado, liderou o Grupo Maximização do Potencial Humano. Ela defende que ter mulheres desenvolvendo papéis de liderança no meio corporativo é singular.

“Houve um período em que tínhamos mais mulheres no nosso departamento, mas boa parte trilhou outros caminhos profissionais. Hoje, temos buscado direcionar as oportunidades para esse público e estamos obtendo sucesso, pois a mulher, naturalmente, tem um perfil matriarcal, do cuidado, da atenção. E nós temos observado que esse ‘toque feminino’ tem feito muita diferença na geologia”.

À frente do Departamento de Engenharia de Processos da empresa, Eliane Pereira aponta que o laboratório químico da MRN é o setor que reúne o maior número de mulheres especialistas na área de Ciências e Tecnologia. Por isso, tem se articulado para replicar esse status na engenharia.

“É motivo de orgulho saber que nós temos a primeira mulher no departamento e que atua com grande responsabilidade. Também sou muito grata à MRN, que após anos de trabalho dedicados à mineração e à metalurgia me migrou da área técnica para a área de gestão. Isso, sem dúvida, é simbólico, porque vai abrir portas para outras mulheres na área de mineração”.

Reconhecimento

A convidadas Morganna Bárbara, Eliane Pereira, e Keila Palheta. Foto: Divulgação/MRN

A MRN tem desenvolvido periodicamente eventos que valorizam a atuação de cada empregado dentro de suas peculiaridades. Além disso, criou um departamento dedicado ao desenvolvimento tecnológico da cadeia produtiva, liderado por Eliane.

“Temos parcerias com universidades, startups, cientistas e pesquisadoras de diferentes atuações que nos apoiam nesta missão de fazermos uma mineração sustentável e ética para todos”.

O analista de Controle Ambiental Orlando Caetano estava entre os participantes que prestigiaram o evento. Segundo ele, as mulheres têm sido pioneiras ao enfrentar com garra e coragem o preconceito estrutural.

“Esse tipo de bate-papo é fundamental. Infelizmente, as mulheres ainda são colocadas numa posição onde precisam provar sua capacidade por conta do ceticismo de pessoas baseadas em um preconceito indevido. Cada mulher que entra numa sala de aula e depois vai trabalhar num ramo onde esse preconceito ainda existe, é pioneira”.

Histórias

Profissionais compartilharam experiências e vivências durante o evento. Foto: Divulgação/MRN

A gerente de Comunicação da empresa, Karen Gatti, destacou que cada trajetória apresentada pelas convidadas representa uma história de escolhas, apoio e de vivências, o que demonstra a essência do “MRN Pra Todos”.

“É sobre acreditar, incentivar, apoiar e, principalmente, incluir. Temos três histórias de profissionais sensacionais que passamos a admirar mais ainda depois de abrirem o coração. Esperamos que essas histórias compartilhadas se tornem inspiração e motivação”.

“Eu me senti extremamente lisonjeada por dividir essa roda de conversa com grandes mulheres e poder representar tantas outras. Nós, mulheres, somos força, garra e competência e podemos estar onde nós quisermos”, afirmou Morganna Bárbara.

Fonte: Temple Comunicação

Entrevistas

Rolar para cima