Operação integrada desarticula garimpo ilegal em Castelo dos Sonhos no Pará

Agentes da Semas, segurança pública e Adepará integram a Operação Curupira, responsável por desarticular a ação criminosa
Foto: Pedro Guerreiro / Agência Pará

Por Aline Saavedra/Semas-PA

Fiscais da Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) realizaram nesta semana a apreensão de materiais que seriam utilizados em extração ilegal de minérios em um garimpo instalado no distrito de Castelo dos Sonhos, em Altamira/PA. A ação realizada em bases fixas nos municípios de Uruará, Novo Progresso e São Félix do Xingu, a Operação Curupira é fruto do esforço conjunto da Semas, Secretaria de Segurança Pública (Segup) e da Agência de Defesa Agropecuária do Pará (Adepará). A apreensão aconteceu na última terça-feira (6). 

No distrito de Castelo dos Sonhos, a equipe constatou que apesar da área ter autorização florestal, não havia autorização de lavra garimpeira concedida pela Agência Nacional de Minério (ANM).  

Diante do fato, a equipe de agentes apreendeu no garimpo ilegal uma escavadeira PC 220, 20 tubos PAD, 5 mil litros de combustíveis e dois motores de bombeamento de água.

Além dessas apreensões, os agentes encontraram em posse dos garimpeiros uma arma de fogo, munições e facas.

O responsável pelo garimpo não apresentou  resistência à apreensão. Todo o material confiscado ficará à disposição da Secretaria de Obras do município de Altamira, na região sudoeste do Estado.

Operação Curupira

Deflagrada em fevereiro deste ano, a Operação “Curupira” é realizada a fim de combater a exploração ilegal da floresta amazônica nas regiões oeste e sudeste do Estado, e também, retirar o estado do Pará do Ranking dos Estados que contribuem para a degradação da fauna e flora da Amazônia. 

“As equipes estão empenhadas para coibir qualquer tipo de ilícito ambiental e dessa forma corroborar com a queda do desmatamento. Sabemos as dificuldades de trabalhar em um estado continental como o Pará, mas o trabalho está sendo feito de forma árdua e os resultados já podem ser vistos com a queda do desmatamento no estado”, ressaltou Francisco  Adriano Costa , diretor de fiscalização ambiental da Semas. 

Redução do desmatamento

De acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), levando em conta o sistema DETER, nos cinco últimos meses do Ano Prodes 2023, de janeiro a maio deste ano, o Pará reduziu o desmatamento em 39%, se comparado ao mesmo período do Ano Prodes anterior, com destaque para o mês de abril que alcançou a redução de 70% e maio com 28%.  

Paralelamente às ações de ostensividade, a Semas possui a Política Estadual de Mudança Climática (PEMC), criada em 2020, que reúne ações de mitigação e adaptação às mudanças do clima que perpassam desde a ações de redução das emissões de gases efeito estufa, preservação da floresta e geração de emprego e renda.

A Semas está, por meio da PEMC, implantando o Plano Estadual de Bioeconomia a fim de gerar uma nova matriz socioeconômica no estado, construindo o Plano de Restauração Florestal,  além da elaboração do seu Sistema Jurisdicional de Redd+ e o Pagamento por Serviços Ambientais. 

Entrevistas

Rolar para cima