Soluções sustentáveis da Intelbras levam energia solar a comunidades da Amazônia Legal

Programa Mais Luz para a Amazônia entrega eletricidade em regiões remotas da área e promove desenvolvimento socioeconômico de comunidades
Painel fotovoltaico da Intelbras instalado em uma das comunidades. Foto: Divulgação

A Intelbras (INTB3), empresa brasileira desenvolvedora de tecnologias com 46 anos de história, está levando suas soluções sustentáveis off-grid de energia solar para a população da Amazônia Legal, em sua maioria ribeirinhas, indígenas e quilombolas. A ação é realizada pela Energisa, por meio do programa do Governo Federal Mais Luz para a Amazônia, e vai possibilitar que moradores de regiões isoladas tenham acesso à energia elétrica.

Em 2022, um total de 1.368 unidades consumidoras já foram atendidas no estado do Acre, contemplando 10 municípios e beneficiando mais de 30 comunidades. A ação também visa contribuir para a redução da emissão de gases de efeito estufa, com a substituição de pequenos geradores de energia elétrica a diesel ou gasolina, que hoje são a única fonte de energia elétrica de algumas das famílias que vivem nessas regiões, além de incentivar o uso sustentável dos recursos da floresta amazônica. 

O projeto executado pela Intelbras é realizado pela Energisa -empresa responsável pela distribuição de energia elétrica na região- e tem como finalidade melhorar o fornecimento de energia solar à população residente em regiões remotas da Amazônia Legal, que, devido às características geográficas e ambientais, não são atendidas pela rede de distribuição elétrica convencional. Dessa forma, a Intelbras entrega nesses locais equipamentos do sistema off-grid, que, por serem autônomos, não necessitam de suporte da rede elétrica. As instalações são feitas por um parceiro certificado da Intelbras em áreas de difícil acesso, o qual também fica responsável por efetuar a manutenção desses equipamentos pelo período de quatro anos. 

“A Intelbras é uma empresa brasileira que há 46 anos tem contribuído para o desenvolvimento socioeconômico do país. Fazer parte do Programa Mais Luz para a Amazônia é um marco em nossa história. Junto com outros parceiros, estamos contribuindo para universalizar um bem essencial”, afirma Márcio Osli, diretor da unidade de energia solar da Intelbras.

“Através das nossas soluções tecnológicas de energia solar, facilitamos o dia a dia de todos, levando energia elétrica às comunidades que vivem em regiões isoladas da Amazônia Legal e transformando assim, a vida de milhares de pessoas que até então tinham pouco ou nenhum acesso à luz”.

Tecnologia auxiliando no desenvolvimento socioeconômico

Segundo análise feita pelo Instituto de Energia e Meio Ambiente (IEMA), cerca de 1 milhão de brasileiros que vivem na Amazônia Legal não possuem energia elétrica. O estudo também mostra como a falta de energia atinge as diferentes demarcações territoriais: atualmente, em torno de 19% da população que vive em terras indígenas, 22% daqueles que residem em unidades de conservação e 10% dos assentados rurais estão sem acesso à energia elétrica.

A iniciativa da Intelbras, de levar mais luz para a Amazônia através da energia solar, é também uma forma de contribuir com a melhora da qualidade de vida na região, atendendo às principais necessidades da população.

Com acesso à energia elétrica, habitantes de regiões remotas podem realizar tarefas noturnas com mais facilidade e utilizar eletrodomésticos como geladeiras, por exemplo, armazenando alimentos com segurança. A energia elétrica favorece o desenvolvimento dessas regiões, tornando possível a construção de postos de saúde, que poderão armazenar vacinas e medicamentos, escolas e outros estabelecimentos.

Uma das moradoras da região, dona Luzia, conta que a vida melhorou após conseguir acesso à energia elétrica. “Antes a gente pegava carne ou peixe e em três dias a comida estragava, e era derradeiro termos que comer para não perder. No instante que chegou a energia tudo melhorou, pois a geladeira funciona e não deixa estragar comida, e agora temos água gelada também”.

Outro ponto positivo é que, com a chegada da energia elétrica na região -ainda mais proveniente de uma matriz energética renovável como a solar–, não há mais necessidade de as pessoas abandonarem o local em que vivem para buscarem melhores condições de vida. Com os ganhos em infraestrutura, essas áreas podem receber serviços básicos como postos de saúde e escolas, que ficam a cargo das prefeituras e governo e promovem bem-estar aos moradores.

Esse programa tem um grande valor social, pois promove a inclusão. Além de permitir que as pessoas usufruam de coisas básicas, como a correta armazenagem de carnes e outros alimentos, também possibilita o acesso à educação e até geração de renda.

“Nosso compromisso é levar energia de qualidade, limpa e segura para essas pessoas que hoje têm pouco ou nenhum acesso à eletricidade. Por meio da geração de energia solar, estamos contribuindo com a melhoria da qualidade de vida de milhares de acreanos”, afirma o diretor-presidente da Energisa Acre, José Adriano Mendes Silva.

Para Carlos Coffone, diretor da One Engenharia, responsável pela instalação dos equipamentos na região, “devido as dificuldades de acesso às localidades para possíveis manutenções, é de suma importância contar com equipamentos eficientes e de alta qualidade nas instalações, o que conseguimos com os produtos da Intelbras, empresa reconhecida por proporcionar produtos modernos e alta confiabilidade, além disponibilizar excelente corpo técnico para suporte aos seus clientes”.

Painel fotovoltaico da Intelbras instalado em uma das comunidades. Foto: Divulgação

Energia solar como solução sustentável

A Intelbras atua no mercado de geração distribuída de energia solar com o objetivo de facilitar e ampliar as possibilidades de investimento em projetos sustentáveis que geram energia mais limpa, acelerando o processo de um Brasil mais verde. Entregando soluções fotovoltaicas na Amazônia Legal, a companhia contribui para o desenvolvimento socioeconômico da região, cumprindo seu papel de promover uma matriz energética sustentável, ao mesmo tempo em que reduz a emissão de gases de efeito estufa na atmosfera.

Outra vantagem da ação é que, com as instalações fotovoltaicas, comunidades que usam gerador a diesel, o qual é altamente poluente, não precisarão mais utilizar o combustível, o que reduzirá os gastos para os moradores que precisam adquiri-lo, bem como a poluição gerada por ele e os riscos de manipulação do produto.

Programa Mais Luz para a Amazônia

As unidades consumidoras atendidas pela Intelbras e Energisa estão localizadas no estado do Acre, e seguem a relação preparada pela distribuidora de energia que atua na região e do acordo realizado com o Ministério de Minas e Energia (MME) do Governo Federal.

Lançado em fevereiro de 2020, o programa Mais Luz para a Amazônia (MLA) tem o intuito de levar energia limpa e renovável a 70 mil famílias que vivem em áreas remotas da Amazônia Legal. A Energisa está presente no Acre desde 2018, onde desenvolve projetos que estimulam a descarbonização, impulsionam o desenvolvimento sustentável e promovem qualidade de vida para a população. A empresa também está à frente do maior projeto de desligamento de termelétricas, que pretende desativar cinco usinas no estado até 2025.

O MLA tem o compromisso de universalizar o acesso à energia elétrica das regiões remotas da Amazônia Legal e assim contribuir para o desenvolvimento socioeconômico dessas comunidades e para uma vida digna e saudável de toda a população da Amazônia.

Confira o videocase produzido pela Intelbras nesse link.

Sobre a Intelbras

Empresa brasileira de capital aberto (INTB3) com 46 anos de história, é referência em todo o Brasil nos segmentos de segurança, comunicação e energia e está presente em cerca de 98% dos municípios com potencial de consumo de eletroeletrônicos no país através de seus distribuidores e revendedores.

Com a cultura de inovação presente em seu DNA, a Intelbras atua com o propósito de tornar a tecnologia acessível para melhorar e simplificar a vida das pessoas. O portfólio inclui soluções de alta tecnologia e inteligência artificial que permitem diversas aplicações em empresas, condomínios, residências, agronegócio, cidades, entre outros segmentos de negócio.  

Com mais de 5 mil colaboradores, a Intelbras está entre as melhores empresas para se trabalhar no Brasil há dezenove anos. É reconhecida como marca de alto renome, importante selo concedido pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) a marcas que tenham alcançado um patamar de grande reconhecimento e reputação positiva no mercado.

Atualmente tem cinco unidades no país, distribuídas pelos municípios de São José/SC (duas, incluindo a matriz), Santa Rita do Sapucaí, Manaus/AM, Jaboatão dos Guararapes/PE, além de uma em construção em Tubarão/SC, e exporta para diversos países da América Latina. 

Sobre a Energisa

Com 117 anos de história, a Energisa é o maior grupo privado com controle 100% nacional do setor elétrico brasileiro. Somos um ecossistema de produtos e serviços voltado para protagonizar a transformação energética, conectando pessoas e empresas à melhor solução de energia e construindo um mundo mais sustentável.

Nosso portfólio diversificado abrange 11 distribuidoras, 12 concessões de transmissão, geração de grande porte renovável, uma marca inovadora de soluções energéticas – a (re)energisa –, com geração distribuída por fonte renovável, comercialização de energia no mercado livre e serviços de valor agregado, além de uma central de serviços compartilhados, uma empresa de contact center e a fintechVoltz, a primeira do nosso setor no mercado de contas digitais.

Transformamos energia em conforto e desenvolvimento para mais de 20 milhões de pessoas em 862 municípios de todas as regiões do país e geramos mais de 20 mil empregos, diretos e indiretos.

Fonte: TRAMA

Entrevistas

Rolar para cima